DIREITO DO TRABALHO

TST COMENTADA

CLT COMPARADA

revisão final

RESUMO DIREITO DO TRABALHO

ANALISTA

MANUAL REFORMA TRABALHISTA

MONOGRAFIAS

SUMULAS TST

SUMULAS OAB

REVISAÇO OAB

REVISÃO FINAL OAB

REVISAÇO MPT


TRABALHO INTERMITENTE

- Fundamentação: art. 443, § 3º e 452-A da CLT

- Conceito: A prestação de serviços, com subordinação, não é contínua, ocorrendo com alternância de período de prestação de serviços e de inatividade, determinado em horas, dias ou meses, independentemente do tipo de atividade do empregado e do empregador, exceto para os aeronautas, regidos por legislação própria.

- Decisão do TRT 3º Região: A contratação em regime de trabalho intermitente deve ser feita somente em caráter excepcional, diante da precarização dos direitos do trabalhador, e para atender demanda intermitente em pequenas empresas. Não é possível usar essa modalidade de contratação para suprir demanda de atividade permanente, contínua ou regular, conforme previsão na Tese 28 da 19ª CONAMAT (Processo nº 0010454-06.2018.5.03.0097 – Relator: José Eduardo de Resende Chaves Júnior).

- Tese 28 da 19ª CONAMAT: Observado o seu caráter excepcional, é essencial a formalização do regime de trabalho intermitente, contemplando-se, inclusive, os períodos de prestação de serviços, a quantidade mínima de horas ou a estimativa de serviços a executar, sendo inviável a cobrança de multas do trabalhador. O trabalho intermitente é incompatível com o atendimento de demanda permanente, contínua ou regular ou para substituir posto de trabalho efetivo e não serve para se adotar a escala móvel e variável de jornada.

vejas as demais DICAS - 1 MINUTO 

curso

MP LIBERDADE ECONOMICA