MPT

Noções DT

DIREITO DO TRABALHO

MPT REV

TST COMENTADA

CLT COMPARADA

RESUMO DIREITO DO TRABALHO

ANALISTA

MANUAL REFORMA TRABALHISTA

MONOGRAFIAS

SUMULAS TST

SUMULAS OAB

REVISAÇO OAB

REVISÃO FINAL OAB

REVISAÇO MPT


Comentários à nova súmula TST
 por Henrique Correia

TST aprova nova súmula: 446


Súmula nº 446 do TST: “Maquinista Ferroviário. Intervalo Intrajornada. Supressão Parcial ou Total. Horas extras devidas. Compatibilidade entre os arts. 71, § 4º, e 238, § 5º, da CLT.

A garantia ao intervalo intrajornada, prevista no art. 71 da CLT, por constituir-se em medida de higiene, saúde e segurança do empregado, é aplicável também ao ferroviário maquinista integrante da categoria "c" (equipagem de trem em geral), não havendo incompatibilidade entre as regras inscritas nos arts. 71, § 4º, e 238, § 5º, da CLT.”

Como já comentado anteriormente, o intervalo intrajornada ocorre durante a jornada de trabalho. É o período destinado aodescanso e refeição. Como se trata de norma voltada a preservar a saúde física e mental do trabalhador, restringe-se a possibilidade de negociação entre as partes. Os intervalos, portanto, estão inseridos em normas de indisponibilidade absoluta.

A Súmula n. 446 do TST trata do ferroviário. Esse empregado tem, em regra, jornada de 8 horas e 44 horas semanais. Ferroviário de equipagens de trens (categoria “c”) são os maquinistas e seus auxiliares. De acordo com o art. 238, § 5º, da CLT:

Art. 238. Será computado como de trabalho efetivo todo o tempo, em que o empregado estiver à disposição da estrada. Leia mais AQUI 

Fonte: Portal Carreira Jurídica

CURSO MPT

curso

MP LIBERDADE ECONOMICA