MUDANÇAS NA DISPENSA EM MASSA ou COLETIVA: 


1) Antes da Reforma, a jurisprudência do TST exigia que houvesse prévio instrumento coletivo. 

2) Objetivo da participação do sindicato era diminuir os impactos da dispensa em massa na região (continuidade dos planos de saúde, recolocação no mercado de trabalho, etc). 

3) O MPT atuava nesses casos, seja no ingresso das ações judiciais, seja como fiscal da ordem jurídica. 

4) APÓS A REFORMA TRABALHISTA... as dispensas em massa foram equiparadas as dispensas individuais. 

5) Não há qualquer requisito ou formalidade nessas demissões em massa, exceto se as partes, via instrumento coletivo, fixarem de forma diversa (art. 611-A, CLT).